A Vida é Melhor na Praia

Acabo de chegar em Miami. Adoro essa cidade! Além de ser cosmopolita, limpa, moderna, organizada, cool, onde você olha você o mar. Dessa vez alugamos um apartamento pelo Home Away. Ao chegar, dei de cara com esse quadrinho na parede, que me inspirou a escrever este texto:

Nasci na beira da praia e ali vivi 37 anos. Eu via o mar TODO dia, fizesse chuva, sol, frio, vento. Minha conexão com o mar é fortíssima. Se temos 70% de água em nosso corpo, posso dizer que o meu tem 70% de água salgada.

Era ali, com os pés na areia, na beira da água, que eu resolvia todos os meus problemas. Era ali que me inspirava pra fazer meus planos. Era ali que eu meditava, que eu conversava comigo mesma. Melhor ainda quando essas conversas aconteciam enfeitadas pela aquarela de cores do por do sol.

Eu posso dizer que eu estava sempre alegre, sempre com uma energia vibrante, maravilhosa e essa energia vinha do contato com a natureza.

Quando eu saí do Rio de Janeiro eu sabia que tinha um desafio grande pela frente: viver longe de uma das maiores paixões da minha vida, o mar.

Eu posso falar que o impacto de morar longe do mar é bem maior do que eu pensava que poderia ser. Quando eu viajo para algum lugar de praia eu imediatamente me reconecto aquela energia e sinto um bem estar, uma leveza, que só o oceano me oferece. Eu achava que era apenas uma questão de de tempo, para eu me adaptar. Mas não, eu posso afirmar que a saudade da presença do mar só piora.

Eu sempre ouvi esta frase: “Life is Better at the Beach” (a vida é melhor na praia), mas eu não podia opinar, já que eu não sabia como era a vida sem praia. Hoje eu posso falar que concordo plenamente. Mas, atualmente não posso me mudar da cidade em que vivemos. Hoje, depois de ver como eu estava feliz por ver aquele cenário azul eu conversei com o meu marido e fiz um pedido: pelo menos a cada 3 meses a gente dar um fugida pra eu dar uma olhadinha no mar. Ele concordou na hora. Aí eu fiz outro pedido: quando a gente parar com essa vida nômade sossegar em algum lugar de praia. Ele também aceitou na hora.

E isso me deu paz no coração. Isso me deu leveza na alma. Isso me mostrou que não me adapto fácil às coisas como eu achava, mas sinceramente, tem certas coisas que eu prefiro não me adaptar mesmo… rsrsrs

Eu não me adaptei a morar longe da praia.. E você? Qual foi a coisa mais difícil de se adaptar na vida de expat?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close